Celebrações da esperança

2 minutos de leitura
Atividades marcam primavera do adventismo no continente sul-americano

Erton Köhler

Foto: Alexandru Tudorache

A chegada da primavera faz de setembro um mês especial. O início da estação torna os dias mais longos e estimula os seres vivos à reprodução, trazendo nova vida à natureza e multiplicando a beleza das flores. Essa renovação é tão marcante que foi capaz de influenciar a identidade de movimentos políticos e sociais. Em 1968, a busca por transformações na então Checoslováquia foi chamada de “Primavera de Praga”. Mais recentemente, em 2010, os movimentos de transformação no Oriente Médio e Norte da África foram chamados de “Primavera Árabe”.

Este mês, com a chegada da primavera, também é marcante para a Igreja Adventista na América do Sul. É o tempo das Celebrações da Esperança, com muitos movimentos e forte ênfase em nossa unidade, identidade e especialmente na missão.

A primeira dessas celebrações enfatiza voluntariado e missão para novas gerações, através do projeto I Will Go (Eu Irei). O encontro, que será realizado na Universidad Peruana Unión, nos dias 11 a 14, vai integrar universitários sul-americanos e de outras partes do mundo que buscam uma intensa experiência missionária. Além da troca de experiências com voluntários que estão em regiões desafiadoras, os participantes receberão capacitação, inspiração e novas oportunidades de missão em projetos locais e mundiais.

As novas gerações continuarão no centro das celebrações, no sábado 14, com o Dia do Desbravador. É a oportunidade de fortalecer um movimento que prepara nossos adolescentes para que sejam sólidos na fé, comprometidos com a igreja e ativos na missão. Estamos cada vez mais perto de ter um clube em cada igreja organizada, dando um grande passo para discipular e salvar nossos meninos e meninas.

Em seguida, vamos celebrar os 125 anos da primeira igreja organizada no território da Divisão Sul-Americana, em Crespo Campo, Argentina. A cerimônia especial será no dia 20, no mesmo local em que tudo começou e foi plantada a semente de um movimento que já passou de 2,5 milhões de membros e 28 mil igrejas e grupos. Queremos ser inspirados pelo exemplo dos pioneiros, mas também renovar nosso compromisso de fortalecer o discipulado com ênfase na missão, trabalhando por uma igreja cada vez melhor, apesar de estarmos em um mundo cada vez pior.

Investindo ainda mais fortemente na missão, vamos celebrar a Semana da Esperança, nos dias 21 a 28. Um exército de pastores e evangelistas voluntários estará pregando, apelando e batizando em cada uma de nossas igrejas porque “o coração que está repleto da bendita esperança […] não pode ser silenciado” (Ellen G. WhitePerto do Céu, p. 154). Será o momento de decisão para muitas pessoas que vêm estudando a Bíblia desde o evangelismo da Semana Santa.

Em cada celebração, aproveitando o clima de vida nova do mês de setembro, será realizado o Batismo da Primavera. Este é o período de maior crescimento da igreja e, para que ele seja ainda mais forte, desde o início do ano estamos orando e trabalhado para envolver a igreja com um milhão de estudos bíblicos, alcançando familiares, vizinhos, amigos, interessados da Novo Tempo e de outras iniciativas missionárias.

Como resultado das Celebrações da Esperança e de tantas outras iniciativas deste ano, sonhamos em entregar a Jesus a vida de 250 mil pessoas através do batismo. É um sonho ousado que vai além dos números, pois precisamos crescer não só em quantidade, mas especialmente em qualidade. Com o poder do Espírito Santo, teremos a multiplicação de discípulos.

ERTON KÖHLER é presidente da Igreja Adventista para a América do Sul

(Artigo publicado na seção Bússola da edição de setembro da Revista Adventista)

LEIA TAMBÉM:

Meta ambiciosa

Última atualização em 13 de setembro de 2019 por Márcio Tonetti.

Sobre Erton Köhler

Erton Köhler
Secretário executivo da sede mundial da Igreja Adventista.

Veja Também

Página virada

Uma reflexão sobre a transição na liderança da igreja na América do Sul.