Atendimento ampliado

2 minutos de leitura
Por meio de parcerias, Igreja Adventista fortalece assistência a refugiados na região Norte do país
Com o apoio do Sistema Nacional de Emprego, o centro de atendimento a refugiados e migrantes mantido pela ADRA Brasil tem buscado facilitar o acesso de famílias venezuelanas ao mercado de trabalho formal no país. Foto: ADRA Brasil Regional Amazonas

A situação política e econômica da Venezuela ainda é crítica. Dezenas de venezuelanos continuam entrando no Brasil a cada dia na tentativa de conseguir um meio de sobrevivência. Em Manaus, a ADRA Brasil Regional Amazonas inaugurou em dezembro do ano passado o CARE (Centro de Apoio e Referência a Refugiados e Migrantes), que já beneficiou quase 900 imigrantes com o auxílio de mais de 50 voluntários.

Entre os beneficiados está o advogado Luís José Diaz Pinel. Ele estava no CARE na terça-feira, 29 de janeiro, dia em que o Sistema Nacional de Emprego (SINE) ofereceu atendimento no local. O SINE está funcionando a cada 15 dias no CARE.

Luís chegou em Manaus há um mês com a sobrinha Niurkas Perina Gonzalez Garcia, que era recepcionista de um hotel na Venezuela, e os dois filhos pequenos dela. Os filhos dele já são maiores de idade e ficaram no país. Com um currículo impressionante, ele contou como foi difícil deixar a Venezuela. Luís relata que sofreu perseguição no local em que trabalhava e que enfrentou grandes dificuldades para conseguir chegar ao Brasil. No CARE ele pôde fazer seu currículo em português e foi encaminhado ao Sistema Nacional de Emprego.

Apesar de ter 78 anos e ter sofrido um infarto recentemente, Jorge Mateus Díaz também veio ao CARE para se inscrever no SINE e tentar conseguir trabalho. Ele e a esposa, Edácia, de 73 anos, têm esperança de poder ter uma vida melhor no Brasil.

Além da parceria com o SINE, a equipe do CARE conta com o apoio de assistentes sociais e oferece orientações e encaminhamentos para os serviços da Prefeitura e do Estado. Além disso, os migrantes podem ter acesso à internet e fazer ligações internacionais gratuitamente.

O CARE também oferece acesso à internet e possibilita que os migrantes realizem ligações internacionais gratuitamente para manter contato com familiares que permaneceram no país de origem. Foto: ADRA Brasil Regional Amazonas

Durante as ações realizadas no dia 29 de janeiro, Luisangeles Bellicia foi uma das que chegaram para utilizar o serviço de telefonia internacional. Ela, o esposo e o filho estão no país há cinco meses. A venezuelana aproveitou para falar com a mãe, com quem não tinha contato havia mais de um mês. Nesse dia também foram doadas Bíblias em português e espanhol. Niurkas ganhou uma Bíblia em espanhol e relatou emocionada: “Você não faz ideia de como custa caro uma Bíblia dessas lá na Venezuela!”

Próximo atendimento

Na próxima terça-feira (12), novas ações serão realizadas no CARE em parceria com a Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (SEMTRAD) e o SINE. Haverá inscrição para dois cursos gratuitos (Técnicas de Vendas e Atendimento ao Cliente), palestras de empreendedorismo, feiras artesanais, além das ações já oferecidas no local.

O Centro de Apoio e Referência a Refugiados e Migrantes está localizado na Avenida Maués, nº 120, bairro Cachoeirinha, em Manaus. O horário de atendimento é de segunda a quinta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h; na sexta-feira, das 8h às 12h. Para fazer contato com o CARE, envie e-mail para nucleo.manaus@adra.org.br ou ligue para (92) 3342-6531.

CÍGREDY NEVES é jornalista e atua como assessora de comunicação da ADRA Brasil Regional Amazonas

Última atualização em 21 de fevereiro de 2019 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Capa da ed. de setembro de 2020

1 minuto de leitura Última atualização em 20 de setembro de 2021 por Márcio Tonetti. …