De olho no futuro

2 minutos de leitura
Revista Ministério trata sobre o desafio de pastorear a juventude do século 21

Ministerio_Jan_Fev_16_CapaNos próximos cinco anos, a igreja na América do Sul pretende dar uma atenção especial às novas gerações. Segundo dados da Secretaria da Divisão Sul-Americana, nesse território, cerca de 55% (1,2 milhão) dos membros batizados tem menos de 35 anos de idade. Ao mesmo tempo que as estatísticas parecem indicar que a juventude tende a assumir um papel de destaque, os números também revelam um lado preocupante: aproximadamente 68% do total de pessoas que deixam a igreja estão nessa faixa etária.

Diante desse quadro desafiador, na edição dos meses de janeiro e fevereiro de 2016, a revista Ministério discute o que pode ser feito para “discipular os jovens a fim de que cresçam em seu compromisso com Deus, estejam envolvidos na missão e se preparem para a vinda de Cristo”.

Em seu editorial, o pastor Wellington Barbosa, novo editor do periódico, introduz o debate chamando a atenção para quatro aspectos importantes que devem ser levados em conta pela igreja ao lidar com esse fenômeno: (1) iniciar o processo de discipulado o mais cedo possível; (2) manter a proximidade das crianças, dos adolescentes e jovens por meio de atividades agradáveis, edificantes e intencionais; (3) demonstrar sensibilidade às lutas vividas pela juventude em nosso século; e (4) manter inabalável o compromisso com a doutrina e a ética demonstradas nas Escrituras.

A edição traz reflexões de teólogos e líderes da igreja no Brasil e no exterior sob diversos ângulos. Na reportagem de capa, Linda Mei Lin Koh, diretora do Ministério da Criança da Associação Geral, trata sobre as crianças e a missão, reforçando que há espaço para o envolvimento delas no serviço cristão. “Do ponto de vista da missão, nossos interesse no grupo dos 4 aos 14 anos não é apenas porque sejam crianças receptivas, mas também porque elas podem ser agentes efetivos para levar avante a comissão evangélica. Quando você fala a uma criança, ela diz ao mundo. Elas são nossos melhores evangelistas!”, argumenta a autora, ressaltando que não se deve subestimar o que elas podem fazer no contexto missionário.

Outro destaque é a entrevista com Jiwan Moon, diretor associado do Ministério de Capelania Adventista da Associação Geral, responsável por promover e apoiar iniciativas destinadas a atender as necessidades espirituais, intelectuais e sociais dos estudantes universitários adventistas de instituições de ensino tanto públicas quanto privadas. Doutor em ministério para jovens, Moon conta o que descobriu ao trabalhar com jovens de diferentes culturas. Para ele, a atuação da igreja junto a esse público não é, e não deve ser, orientada por eventos, mas por processos. “Isso significa inserir os jovens em um processo no qual eles aprendam a não ter medo de dar tudo, inclusive a vida, por Jesus”, ressalta.

Além de discutir conceitos, a edição traz também dicas práticas. No artigo “O púlpito das novas gerações“, por exemplo, o pastor Odailson Fonseca mostra como preparar sermões que alcancem o coração dos jovens. Ele destaca pelo menos oito passos fundamentais para atingir esse objetivo: (1) seja bíblico; (2) interaja com eles; (3) atualize-se; (4) pesque-os nas redes sociais; (5) seja autêntico e pessoal; (6) considere o potencial influenciador do storytelling; (7) invista nos sentidos; e (8) provoque o engajamento.

MINISTÉRIO NO MUNDO VIRTUAL

A partir deste mês, a revista Ministério passa a disponibilizar parte do seu conteúdo também na internet. Além de contar com uma página na web (revistaministerio.com.br), o periódico também começou a marcar presença no Facebook, ampliando os canais de comunicação e interação com pastores, líderes e membros da igreja. [Márcio Tonetti, equipe RA / Com informações da revista Ministério]

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Batismo em massa no arquipélago

Série de pregações on-line resultou em milhares de decisões nas ilhas caribenhas.