Influência da colportagem

1 minuto de leitura

Colportor há seis décadas e sem data para deixar a atividade, apesar de já ter 80 anos de idade, Nelson da Silva (à direita) acumula muitas histórias do ministério que desenvolve na região metropolitana de São Paulo. O vendedor de revistas compartilhou uma delas durante visita recente à Casa Publicadora Brasileira. Na ocasião, ele veio acompanhado de José Martins Gonçalves, cliente de longa data. Foi por meio de seu Nelson que o ex-gerente de banco conheceu a revista Vida e Saúde e mudou o estilo de vida. José chegou a fumar de dois a três maços de cigarro por dia, mas depois de ler um artigo publicado na edição de novembro de 1983 ele decidiu abandonar o vício. Assinante há 40 anos, o leitor assíduo guarda com carinho o exemplar da edição em que foi publicada a carta em que ele contou seu testemunho. [Texto e fotos: Márcio Tonetti, equipe RA]

VEJA MAIS IMAGENS

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Os efeitos colaterais da cultura da pressa

A velocidade das novas tecnologias acelerou significativamente nosso ritmo de vida, mas precisamos repensar essa lógica.