Atenção

Livros missionários

2 minutos de leitura
Igreja se prepara para distribuir milhões de exemplares da obra Esperança Viva
916A0931
Créditos da imagem: Márcio Tonetti

Há menos de um mês do projeto Impacto Esperança, marcado para o dia 14 de maio, membros da igreja, líderes e servidores das instituições adventistas fazem os últimos preparativos para a campanha de distribuição do livro Esperança Viva. Na data, milhares de fiéis devem participar do projeto em todo o Brasil.

Segundo o pastor José Carlos de Lima, diretor geral da Casa Publicadora Brasileira, instituição responsável pela editoração e impressão dos livros missionários, até o momento já foram encomendados 14,5 milhões de exemplares da obra.

Escrita pelo pastor Ivan Saraiva, apresentador do programa Está Escrito, veiculado pela TV Novo Tempo, a literatura será entregue gratuitamente.

No dia da mobilização, os mais de 600 funcionários da CPB também devem sair às ruas para doar livros. Na última quarta-feira, 20 de abril, líderes da editora realizaram programação especial, incentivando seus servidores a se engajar no projeto. “Precisamos gostar não apenas de fazer e de ler livros, mas também de distribuí-los”, enfatizou o pastor Lima.

Livro missionário
Centenas de funcionários da CPB se comprometem com a distribuição do livro missionário produzido para o Impacto Esperança 2016. Créditos da imagem: Márcio Tonetti

Além da distribuição de literatura impressa, a campanha também terá desdobramentos na internet. Já está no ar o site que será usado para divulgação da versão digital do livro Esperança Viva.

livro-esperanca-viva-pode-ser-compartilhado-no-meio-digitalA expectativa de Carlos Magalhães, coordenador da área de marketing digital da sede sul-americana da igreja, é que a página registre até um milhão de downloads. Além de disponibilizar o livro para ser baixado em formato PDF, o site também permite que o material seja compartilhado pelos internautas nas redes sociais.

Sinopse da obra

O livro missionário deste ano aborda doutrinas bíblicas pouco conhecidas da maioria e outras consideradas polêmicas por alguns, como a questão do estado dos mortos, a teologia da prosperidade, a controvérsia entre criacionismo e evolucionismo e o uso de línguas estranhas em cultos religiosos.

“O objetivo desse livro é alcançar pessoas que não acreditam mais em igrejas e, por consequência, no próprio evangelho. Esse fenômeno pós moderno se dá, sobretudo, por dois fatores: pela superficialidade do conhecimento bíblico e pelo alto índice de rejeição ao evangelho vulgar e descontextualizado que encontramos nos veículos de comunicação. Por isso, a intenção é mostrar que a Bíblia também não concorda e não aceita qualquer outro evangelho além do que o que ela mesma apresenta”, afirma o autor. [Márcio Tonetti, equipe RA / Com informações de Felipe Lemos / ASN]

VEJA TAMBÉM

https://www.youtube.com/watch?v=dNhMaPK6_ZI

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Inteligência artificial

Como os “robôs” têm ajudado no atendimento à crescente demanda por estudos bíblicos durante a pandemia.