Os efeitos colaterais da cultura da pressa

1 minuto de leitura

A velocidade das novas tecnologias acelerou significativamente nosso ritmo de vida, mas precisamos repensar essa lógica

Imagem: Adobe Stock / Eduardo Olszewski

Na rotina agitada de hoje, parece que o tempo não anda, mas voa. De onde vem essa sensação, já que o tique-taque do relógio mantém seu compasso desde sempre? O novo episódio do podcast da Revista Adventista nos ajuda a entender os fatores que contribuíram para acelerar a vida moderna e como os efeitos colaterais desse fenômeno se intensificaram nas últimas décadas. Também analisamos se a pandemia poderá ou não influenciar uma mudança de ritmo da sociedade.

Assine o podcast: Anchor | Spotify | Breaker | Google Podcasts | Pocket Casts | YouTube

DESCRIÇÃO

Trilhas utilizadas (YouTube Audio Library)

“Bug Catching” – Emily A. Sprague

“Breatha” – Josh Pan

“Fast Times” – Quincas Moreira

“For The Love Of” – Stayloose

“Hypnosis” – Godmode

“Land of the RetroOnes” – RAGE

“Tick Tock” – Jimmy Fontanez_Media Right Productions

Última atualização em 14 de julho de 2021 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Primeiro impacto

Casa Publicadora Brasileira dá a largada para a campanha de distribuição de literatura deste ano.