Prodígio musical

1 minuto de leitura
Foto: Arquivo pessoal

A mineira Ana Luiza Cicarini Torres, de 15 anos, que recentemente passou a fazer parte da Academia Filarmônica de Minas Gerais, é considerada uma das harpistas premiadas mais jovens do Brasil. Aos 12 anos, venceu o concurso Jovem Instrumentista, promovido pelo BDMG Cultural, e aos 13 recebeu o Prêmio Revelação do Concorso Internazionale di Arpa Marcel Tournier, em ­Cosenza, na Itália, sendo a mais jovem e única brasileira na competição. Em abril, ela também conquistou o primeiro lugar no Little Mozart International Competition. Por causa disso, em janeiro a jovem adventista terá a oportunidade de se apresentar em um concerto no prestigiado teatro Carnegie Hall, em Nova York (EUA). Devido à sua projeção internacional, pelo segundo ano consecutivo ela foi convidada para participar de gravações da Orchestra Italiana di Arpa.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Segunda temporada

Novo pacote de conteúdos inclui documentários, livro e clipe para as mídias sociais.