Prodígio musical

1 minuto de leitura
Foto: Arquivo pessoal

A mineira Ana Luiza Cicarini Torres, de 15 anos, que recentemente passou a fazer parte da Academia Filarmônica de Minas Gerais, é considerada uma das harpistas premiadas mais jovens do Brasil. Aos 12 anos, venceu o concurso Jovem Instrumentista, promovido pelo BDMG Cultural, e aos 13 recebeu o Prêmio Revelação do Concorso Internazionale di Arpa Marcel Tournier, em ­Cosenza, na Itália, sendo a mais jovem e única brasileira na competição. Em abril, ela também conquistou o primeiro lugar no Little Mozart International Competition. Por causa disso, em janeiro a jovem adventista terá a oportunidade de se apresentar em um concerto no prestigiado teatro Carnegie Hall, em Nova York (EUA). Devido à sua projeção internacional, pelo segundo ano consecutivo ela foi convidada para participar de gravações da Orchestra Italiana di Arpa.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Pastor e jornalista, é editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Cobertura da 61ª assembleia mundial da Igreja Adventista

Acompanhe a reunião administrativa mais importante da denominação.