Renovando a visão

2 minutos de leitura
Saiba o que 180 líderes sul-americanos discutiram durante cinco dias sobre os rumos da igreja no continente e qual é o plano para reverter a perda de membros
Márcio Tonetti
Livro lançado durante o Concílio Anual busca ajudar pastores e membros a entender e praticar o discipulado. Foto: Naasom Azevedo

Se a igreja na América do Sul fosse uma comunidade de 100 pessoas, ela teria sete crianças, dez adolescentes, 29 jovens, 43 adultos e 11 idosos. Desses, 56 seriam mulheres e 44, homens. A maioria (54) teria menos de dez anos de batismo.

A constante atualização dos dados sobre o perfil e a realidade do adventismo no continente tem possibilitado importantes reflexões. No último Concílio Anual sul-americano, que reuniu 180 líderes de oito países em Salvador (BA) nos dias 3 a 7 de novembro, relatórios da Secretaria e do departamento de Arquivo, Estatística e Pesquisa indicaram sinais de alerta. Por exemplo, além de estar batizando menos a cada ano, a igreja nessa parte do mundo tem perdido cada vez mais membros. Em média, de cada dez pessoas que entram, metade deixa a igreja.

Por isso, além de tratar de questões burocráticas, a reunião administrativa buscou principalmente reforçar a ênfase dada no último quinquênio. O tema do discipulado foi o eixo de toda a programação, sempre inspiradora e marcada por batismos. Na tentativa de reverter a perda de membros e crescer de maneira mais sustentável, a liderança sul-americana quer canalizar mais energia e recursos nesse propósito, fazendo com que os ministérios da igreja trabalhem de maneira integrada e com o mesmo foco.

Uma das novidades deste ano foi a apresentação de um documento amplo sobre o assunto, que traz fundamentos bíblicos e dos escritos de Ellen G. White para a visão seguida pela igreja. ­Conforme destacou o teólogo Adolfo Suárez, reitor do Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia (Salt) e um dos responsáveis pela produção do material, o discipulado não deve ser visto como um programa a ser adotado, mas como o estilo de vida do cristão autêntico.

A fim de que o tema seja melhor entendido e motive os membros, também foi lançado o livro Todos Envolvidos na Missão: Um Chamado Para Servir, manual escrito pelo pastor Alejandro Bullón que chegará às congregações no próximo ano. Como o livro aborda, não se faz um discípulo em uma semana ou em um mês. São necessários tempo e convivência. É igualmente importante compreender que o verdadeiro discipulado resulta em multiplicação. “Discipulado sem multiplicação é mero entretenimento”, sublinhou o pastor Erton Köhler, líder sul-americano, no encerramento do concílio. Desse modo, os relacionamentos devem ser vistos como um meio não simplesmente de fazer amigos, mas de revelar Deus ao mundo. Para isso, a igreja espera que mais adventistas abram a Bíblia para estudá-la com pessoas do seu círculo de influência. Para o pastor Edward Heidinger, secretário executivo da sede sul-americana, isso demandará maior disposição dos pastores para motivar e capacitar os membros para o ensino da Palavra.

Ter adventistas mais comprometidos com a missão de fazer discípulos é um dos maiores desafios hoje. Citando a famosa “lei de Pareto”, Heidinger disse que esse princípio poderia ser aplicado à realidade do adventismo sul-americano, já que grande parte dos resultados se deve ao trabalho de poucos. Um dado apresentado pelo sociólogo ­Thadeu Silva, diretor do departamento de Arquivo, Estatística e Pesquisa da sede sul-americana, reforçou isso. Se em 2012 eram necessários 15,94 membros para trazer e manter uma pessoa na igreja, em 2016 esse número subiu para 28,47.

Entre outras questões importantes para a caminhada da igreja tratadas no concílio esteve a aprovação de um documento que apresenta uma orientação institucional sobre partidarismo político e manifestações públicas (para ler na íntegra, clique aqui).

MÁRCIO TONETTI é editor associado da Revista Adventista (com informações de Felipe Lemos e Jefferson Paradello)

(Texto publicado originalmente na edição de dezembro de 2017 da Revista Adventista)

Última atualização em 20 de dezembro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Reportagem do Revista Novo Tempo sobre o memorial on-line das vítimas da Covid-19 no Brasil

1 minuto de leitura A Revista Adventista criou um ambiente virtual para preservar a memória …