Sinal digital

2 minutos de leitura
Canal da TV Novo Tempo em São Paulo entra em contagem regressiva para adotar novo modelo de transmissão

Depois de ser desativado no município de Rio Verde (GO), em Brasília (DF) e nas cidades do entorno da capital federal, o sinal de TV analógico está previsto para sair definitivamente de cena na maior metrópole brasileira e em outros 38 municípios da Região Metropolitana de São Paulo nesta quarta-feira (29). A data segue o cronograma do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que prevê a digitalização dos canais de televisão nas principais regiões do país até 2018. Nos demais municípios que não são citados no cronograma, isso deve ocorrer até 2023.

A TV Novo Tempo, uma das maiores emissoras evangélicas do Brasil, que já opera oficialmente em sinal digital na região de Brasília, se prepara para efetuar a mudança no canal que abrange a Região Metropolitana de São Paulo. O transmissor analógico já foi desativado neste domingo na capital paulista, segundo informou Tito Rocha, gerente de Expansão da Rede Novo Tempo de Comunicação.

Ele explica que, como a transmissão era somente analógica, diferentemente de outras emissoras que já operam nos dois modos, o canal 46.1 deve ficar fora do ar durante uma semana. A previsão é que o novo sinal esteja disponível no próximo domingo, 2 de abril. “Há uma equipe técnica trabalhando na instalação do transmissor digital e até essa data a transmissão estará no ar”, informa Rocha.

Conversor de sinal

Estima-se que 86% dos domicílios de São Paulo já estejam adaptados à digitalização. Para quem ainda possui aparelhos de TV mais antigos, como os televisores de tubo, será necessário um conversor para receber o sinal digital.

A fim de ampliar o acesso à digitalização, o governo federal distribuiu cerca de 1 milhão de kits com conversor e antena para famílias inscritas nos programas sociais.

Para saber se tem direito ao kit gratuito, o interessado deve ligar no telefone 147 ou acessar o site Seja Digital e informar o Número de Identificação Social (NIS) ou o CPF. De acordo com a Agência Brasil, a distribuição do kit na região metropolitana de São Paulo irá continuar por pelo menos 45 dias após o desligamento do sinal analógico.

Cronograma de desligamento

Segundo o cronograma do governo (que pode ser acessado aqui), no dia 31 de maio o sinal analógico será desligado em Goiânia e nas cidades que ficam no entorno da capital. Em julho, será a vez da região metropolitana de quatro capitais: Salvador (BA), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG) e Recife (PE). Também para a data de 26 de julho estão previstas as cidades cearenses de Sobral e Juazeiro do Norte. Em setembro, o sinal deve ser desligado em cidades do interior paulista: Campinas, Franca, Ribeirão Preto, Santos e municípios da região do Vale do Paraíba. Já em outubro, a migração deve envolver a região da capital carioca e de Vitória (ES).

De acordo com o gerente de Expansão da TV Novo Tempo, a digitalização dos demais canais analógicos da emissora seguirá o cronograma estipulado pelo governo. [Márcio Tonetti, equipe RA / Com informações da Agência Brasil]

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Primeiro impacto

Casa Publicadora Brasileira dá a largada para a campanha de distribuição de literatura deste ano.