Atenção

Congresso discute a importância do ensino e prática da educação física

2 minutos de leitura

Evento acontece no Unasp, campus São Paulo, e vai até o próximo domingo com palestras e workshops ministrados por convidados do Brasil e do exterior

Foto: Wilson Azevedo
Congresso reúne professores adventistas da área de Educação Física no Unasp, campus São Paulo. Evento acontece pelo terceiro ano. Foto: Wilson Azevedo

A revista Veja publicou nesta quinta, 15 de janeiro, uma pesquisa feita pela Universidade de Cambridge que diz que o sedentarismo mata duas vezes mais que a obesidade. O estudo revelou, no entanto, que atitudes simples podem reduzir esses índices.  Caminhar 20 minutos por dia, de acordo com a pesquisa, diminui em até 30% o risco de morte prematura.

Com o objetivo de contribuir para que as pessoas saiam do sedentarismo, o III Congresso Brasileiro Adventista de Educação Física, que começou ontem no Unasp, campus São Paulo, discute a importância do ensino da educação física e sua prática. O evento, que reúne educadores de diferentes regiões do Brasil e palestrantes internacionais, vai até domingo.

Prática na infância

Dr. Don Morgan: sedentarismo começa na infância. Foto: Wilson Azevedo
Dr. Don Morgan: sedentarismo começa na infância. Foto: Wilson Azevedo

Um dos palestrantes do congresso é o Dr. Don Morgan, da Middle Tennessee State University. Morgan chamou a atenção para os elevados índices de sedentarismo infantil, o que também já é um problema de saúde pública no Brasil. Em 2015, devem ser divulgados os resultados de uma pesquisa que vem sendo realizada em 12 países, incluindo o Brasil, com o objetivo de analisar fatores ambientais que podem influenciar na obesidade infantil. Resultados preliminares do estudo, apresentados no ano passado durante o 5º Congresso Internacional de Atividade Física e Saúde Pública, apontaram que 39% das crianças estudadas estão acima do peso.

Don Morgan observa que grande parte das crianças na atualidade passa a maior parte do tempo assistindo à TV, acessando internet ou jogando. Essa inatividade favorece o aparecimento precoce de doenças como diabetes tipo 2, hipertensão, entre outras. “A educação física é fundamental para se ter um corpo saudável, e a construção de um corpo saudável tem que começar na infância. É transformador ter uma vida saudável e ativa e eu acredito fortemente que o viver saudável desde o início é fundamental”, ressalta.

Workshops

Congresso-discute-a-importancia-do-ensino-e-prtica-da-educacao-fisica-creditos-Wilson-Azevedo-4
Foto: Wilson Azevedo

A fim de apontar caminhos que contribuam para que o ensino da educação física no ambiente escolar seja mais efetivo e transformador, o congresso promove diversas oficinas, ministradas por especialistas como a Dra. Debbie Morgan, da Middle Tennessee State University.

Outro convidado do evento é o Dr. Davi Poit, membro fundador da Associação Brasileira de Gestão do Esporte (Abragesp) e autor de três livros sobre gestão esportiva (Organização de Eventos Esportivos, Cerimonial e Protocolo Esportivo e Elaboração de Projetos Esportivos). [Reportagem: Rosemeire Braga e Murilo Pereira]

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Inteligência artificial

Como os “robôs” têm ajudado no atendimento à crescente demanda por estudos bíblicos durante a pandemia.