Atenção

Feiras de saúde devem se tornar parte do calendário em município do interior de São Paulo

2 minutos de leitura

Evento realizado pela Igreja Adventista no dia 31 de maio com o apoio da prefeitura, da Secretaria de Saúde e de 200 profissionais voluntários atendeu milhares de moradores gratuitamente

feira-de-saude-em-tatui-1
Secretária de Saúde de Tatuí visitou cada um dos estandes dos oito remédios naturais. Foto: Márcio Tonetti

As feiras de saúde promovidas pela Igreja Adventista devem se tornar uma tradição no município de Tatuí, localizado a cerca de 150 quilômetros de São Paulo. Essa é a intenção da Secretária de Saúde da cidade, Cecília Xavier de Oliveira França, que vê na parceria com os adventistas uma forma de melhorar a qualidade de vida da população.

“Nós pretendemos que esse evento aconteça todos os anos e se torne uma tradição no município”, disse em entrevista à Revista Adventista.

No último domingo, 31 de maio, ela participou de uma feira realizada pela igreja na Escola Municipal João Florêncio, no centro da cidade. O evento, que contou com o apoio da prefeitura e da Secretaria de Saúde, atraiu milhares de moradores, apesar da chuva e do frio. Além de oferecer serviços gratuitos, como testes de glicemia e medição da pressão arterial, a feira mostrou como as pessoas podem se beneficiar dos remédios naturais deixados por Deus.

“A feira mostra que esses elementos naturais que Deus nos concede com tanta sabedoria e amor nem sempre são usados da maneira correta, provendo orientações sobre como podemos incorporá-los no dia a dia para termos uma melhor qualidade de vida”, realça a secretária.

A auxiliar de serviços gerais que trabalha no Laboratório Municipal, Solange de Fátima, assegura que valeu a pena sair de casa logo no início da manhã a convite dos netos, que participam do cube de desbravadores no bairro Jardim Santa Rita. Depois de percorrer todo o circuito dos oito remédios naturais, com duração de aproximadamente uma hora, ela chegou à conclusão de que precisa mudar alguns hábitos. “Pretendo me esforçar ao máximo para melhorar a minha saúde. Há algum tempo já tinha sido alertada por alguns médicos, mas, às vezes, a gente se acomoda. Preciso ter, inclusive, um maior controle emocional porque isso tem prejudicado a minha saúde”, admite.

Ao passar pelos estandes, ela também se deparou com um sinal de alerta: a pressão estava em 18/13. Além de voltar para casa com recomendações que poderão ajudá-la a melhorar a condição física, dona Solange passou a ver a espiritualidade como um fator imprescindível para uma boa saúde.  “Percebi que a parte espiritual está relacionada com a minha saúde física. São informações que muita gente desconhece ou negligencia. Deus trabalha de diversas maneiras, e a saúde é uma delas”, conclui.

Ações integradas

Segundo o médico Gláucio Cardoso Pinheiro, um dos organizadores da iniciativa, a feira de saúde foi a continuidade do projeto de distribuição de 40 mil exemplares do livro Viva com Esperança, realizado no sábado, 30 de maio.

A ideia é que outras ações também aconteçam após a feira. Uma delas será a realização de um curso sobre como deixar de fumar na Câmara de Vereadores durante o mês de junho. “Depois disso, no último domingo de cada mês, vamos ter na Igreja Adventista das Mangueiras o projeto ‘Café da manhã com o doutor’, em que um médico vai realizar palestras sobre saúde e, logo na sequência, será oferecido um café da manhã para a comunidade”, adianta Pinheiro.

Na opinião do médico, eventos como esses ajudam a quebrar preconceitos e estreitar os vínculos com a população e o poder público. “A mensagem de saúde é uma avenida aberta para o coração das pessoas”, acredita. [Márcio Tonetti, equipe RA]

VEJA A GALERIA COM IMAGENS DA FEIRA DE SAÚDE

LEIA TAMBÉM

Família usa motorhome para incentivar crianças a ter alimentação mais saudável

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Na linha de frente

Médico adventista fala sobre a rotina daqueles que estão lutando para salvar vidas em meio à pandemia