Atenção

Igreja Adventista nos EUA publica declaração sobre pré-candidatura de Ben Carson

2 minutos de leitura

Nota divulgada depois da oficialização da pré-candidatura do neurocirurgião adventista, nesta segunda-feira, 4 de maio, reforça posição da igreja sobre a política partidária

Igreja-Adventista-nos -EUA-publica-declaracao-sobre-a-pre-candidatura-de-Ben-CarsonDiante da entrada oficial de Ben Carson na disputa pela indicação republicana para as eleições presidenciais de 2016, a sede da Igreja Adventista nos Estados Unidos (Divisão Norte-Americana) divulgou uma nota oficial em que reafirma sua posição quanto à política partidária. No documento, a organização reitera sua postura histórica de “não apoiar ou se opor a qualquer candidato a cargo eletivo”. Segundo o comunicado, levando em conta a necessidade de uma separação entre Igreja e Estado, “deve-se tomar cuidado para que o púlpito e toda a propriedade da igreja permaneçam como espaço neutro quando se trata de eleições.”

A seguir, reproduzimos na íntegra a nota oficial.

“À medida que o ciclo eleitoral de 2016 nos Estados Unidos começa, a Igreja Adventista do Sétimo Dia está ciente do crescente interesse na esperada candidatura presidencial do Dr. Ben Carson. A história do Dr. Carson é bem conhecida para a maioria dos adventistas. Ele é um médico muito respeitado e conceituado, com grande destaque em sua profissão.

A Igreja Adventista sempre assume a posição de não apoiar ou se opor a qualquer candidato a cargo eletivo. Os membros da igreja são livres para apoiar ou opor-se a qualquer candidato como bem entenderem, mas a igreja, como instituição, não empresta seu nome como palanque eleitoral. Deve-se tomar cuidado para que o púlpito e toda a propriedade da igreja permaneçam como espaço neutro quando se trata de eleições.

A igreja confirma sua posição clara sobre a separação entre Igreja e Estado, tendo trabalhado diligentemente para proteger os direitos religiosos de todas as pessoas de fé, não importa qual seja a sua afiliação denominacional.

‘Devemos, portanto, trabalhar para estabelecer uma liberdade religiosa robusta para todos e não devemos usar nossa influência com os líderes políticos e civis tanto para avançar a nossa fé ou inibir a fé dos outros. Os adventistas devem levar a sério as responsabilidades cívicas. Contudo, os adventistas não devem enfatizar a política ou utilizar o púlpito para ou as nossas publicações para promover teorias políticas’. (Da declaração oficial da Igreja Adventista do Sétimo Dia, adotada pelo Conselho de Relações Intereclesiásticas/inter-religiosas da IASD, em março de 2002.)

A Igreja Adventista do Sétimo Dia valoriza o Dr. Carson como valoriza todos os membros. No entanto, é importante para a igreja manter o seu apoio histórico de longa data para a separação entre Igreja e Estado ao não endossar ou se opor a qualquer candidato.”

Saiba mais

A Igreja Adventista já possui um documento que trata de seu posicionamento quanto à política. O texto, que também traz recomendações práticas aos membros, está disponível na internet. Para acessá-lo, clique aqui. [Márcio Tonetti e Willian Vieira, equipe RA / Foto: Wikicommons]

VEJA TAMBÉM

OLHAR RA: Ben Carson oficializa pré-candidatura à presidência dos Estados Unidos

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Na linha de frente

Médico adventista fala sobre a rotina daqueles que estão lutando para salvar vidas em meio à pandemia