Comunidade multiétnica

1 minuto de leitura

 

Templo para imigrantes africanos é inaugurado em Hortolândia - foto 1

O Brasil continua sendo rota de muitos imigrantes africanos. Segundo dados da Polícia Federal, em 12 anos o número de residentes e refugiados vindos da África cresceu mais de 30 vezes. Em 2000, viviam regularmente no Brasil 1.054 africanos de 38 nacionalidades. Já em 2012, o governo registrou mais de 31 mil cidadãos legalizados, provenientes de 48 das 54 nações do continente. Foi pensando em atender estrangeiros que a igreja inaugurou em Hortolândia (SP) no último sábado, 6 de agosto, o templo da primeira comunidade adventista africana no Brasil. A cerimônia contou com a participação do pastor Teixeira Mateus Vinte, secretário da sede administrativa adventista para a região nordeste de Angola. Em seu discurso, ele destacou que o Brasil foi o primeiro país a reconhecer a independência de Angola, em 1975, e o acordo de paz, em 2002, após quase 30 anos de guerra civil. A programação foi encerrada com o batismo de três angolanos. O templo irá reunir cerca de 70 pessoas de oito nacionalidades. [Equipe RA, da redação / Com informações de Eber Pola, ASN]

VEJA OUTRAS IMAGENS DA INAUGURAÇÃO

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Batismo em massa no arquipélago

Série de pregações on-line resultou em milhares de decisões nas ilhas caribenhas.