Adventistas de Ruanda oram e prestam apoio emocional a vítimas do genocídio da década de 1990

1 minuto de leitura

O episódio do ANN desta semana aborda um dos capítulos mais tristes da história africana: o genocídio em Ruanda, ocorrido há 22 anos. Na época, cerca de 800 mil pessoas da etnia tutsi foram mortas, acusadas por extremistas hutus de causar problemas sociais, econômicos e políticos ao país.

Durante um mês a Igreja Adventista do Sétimo Dia no país centro-oriental africano realizou vigílias e seminários de apoio emocional às vítimas e sobreviventes do genocídio.

O boletim da ANN também conta como foi a 5º Conferência Sobre AIDS do Leste Europeu e Ásia Central, realizada em Moscou (Rússia). O evento contou com a participação de líderes da Igreja Adventistas do Sétimo Dia.

A Agência de Notícias Adventista ainda traz informações sobre um encontro de jovens na Itália, em que um dos temas foi a hospitalidade e o respeito entre religiosos, e mostra como a Igreja está ajudando a milhares de afetados pelo fogo em Alberta, no Canadá. [Márcio Basso Gomes, equipe ANN]

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Batismo em massa no arquipélago

Série de pregações on-line resultou em milhares de decisões nas ilhas caribenhas.