Há exatos 40 anos

1 minuto de leitura

inauguração-da-DSA-6

No dia 22 de junho de 1976 foi inaugurado o prédio da Divisão Sul-Americana em Brasília (DF). Uma das razões que levaram a igreja a transferir seu escritório de Montevidéu para a nova capital brasileira foi a instabilidade política no Uruguai. Na época, o movimento guerrilheiro dos Tupamaros se tornou uma ameaça tanto para o patrimônio da denominação como para seus servidores. A transferência de endereço foi acompanhada de outra importante mudança no contexto organizacional adventista sul-americano: a nacionalização de sua liderança. Na foto, o pastor Enoch de Oliveira (à esquerda), primeiro presidente da DSA originário da própria terra, e o senador Magalhães Pinto, representante do governo brasileiro, descerram a placa de inauguração das novas instalações. Quatro décadas atrás, a Divisão Sul-Americana contabilizava 350 mil membros. Hoje, o número de fiéis nos oito países que compõem seu território passa de 2,4 milhões. Desse total, mais de 1,5 milhão se concentra no Brasil. [Márcio Tonetti, equipe RA]

JÁ FOI PAUTA

Edição de julho de 1976 da Revista Adventista trouxe reportagem especial sobre a inauguração da nova sede em Brasília (DF)

Reportagem-RA-inauguração-da-sede-da-DSA-em-Brasília-p.1

Reportagem-RA-inauguração-da-sede-da-DSA-em-Brasília-p.2

Reportagem-RA-inauguração-da-sede-da-DSA-em-Brasília-p.3

Reportagem-RA-inauguração-da-sede-da-DSA-em-Brasília-p.4

VEJA TAMBÉM

Infográfico interativo relembra 10 fatos que marcaram a história da Divisão Sul-Americana

infografico-10-fatos-que-marcaram-a-história-da-DSA

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Márcio Tonetti

Avatar
Editor associado da Revista Adventista

Veja Também

Batismo em massa no arquipélago

Série de pregações on-line resultou em milhares de decisões nas ilhas caribenhas.